Igor Bernardes

Foi por uma escolha pela cidade. Eu tinha alguma coisa com Nova York desde muito cedo, acho que desde adolescente. Já visitei outros países, mas aqui eu não tinha nenhum outro interesse além de Nova York. Por isso, eu falo que foi uma escolha pela cidade.

Eu sou arquiteto e tinha pensado em tentar mestrado no Brasil. Estava trabalhando e queria voltar a estudar, então percebi que aquele era o momento. Pensei em tentar e, se não desse certo, tiraria da cabeça, mas tinha que ver no que poderia dar. Acho que minha vida sempre foi um pouco certinha. Eu emendei ensino médio, faculdade, trabalho…. Minha vida no Brasil estava muito boa, não tinha problema, mas eu queria um tempo para mim, para fazer uma coisa que eu estava afim, morar onde eu estava afim. Fui aprovado no mestrado e ganhei uma bolsa de uma universidade daqui, mas eu estava esperando uma bolsa do governo brasileiro que não rolou. Passei um ano todo esperando e não deu. Foi um momento muito complicado, mas resolvi ficar aqui mesmo.

 Em NY, tem gente de todos os lugares. É até difícil falar. Tem uma coisa muito engraçada que acontece porque as pessoas perguntam se eu sou russo, por causa do meu nome. Eu moro no Queens que é uma área bem de brasileiro, mas tem gente do mundo inteiro que eu bem sei falar de onde. Convivo com gente da Colômbia, um americano que seus pais são da América do Sul e Tailândia. Então, é bem diversificado.

Mas sempre tem um certo choque. No Brasil, é normal se atrasar quinze minutos, mas aqui, se a gente atrasa, quando a gente chega, as pessoas já estão indo embora.

No fundo, acho que o meu maior plano sempre foi morar aqui. Então, estou no meio desse processo de realização desse sonho.

O Brasil é o melhor país do mundo, onde tem as melhores pessoas. Nunca isso será substituído.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *