Ruayada Rabah

Aqui na Palestina, por incrível que pareça, sou a brasileirinha. Assim, todos me tratam. Já lá, no Brasil, eu era tratada como a turquinha.

Meus pais são palestinos naturalizados brasileiros. Toda minha família mora no Brasil. Resolvi vir pra Palestina em 1999. A situação sócio-política no Brasil estava muito  complicada, havia recém me casado e não tínhamos oportunidades de trabalho lá. Aqui, sou professora de português e presidente do Conselho de Cidadãos Brasileiros na Palestina. Também sou diretora de projetos da Associação da Amizade Brasileira/Palestina.

Sou uma pessoa muito alegre, descontraída, falante e extremamente emocional. Minha rotina se dá quase que todos os dias em prol do próximo. Fico por algum tempo curtindo meu lar, marido e filhos e divido isso com meus trabalhos e com a comunidade. Adoro compartilhar meus dias nos campos de refugiados. Outro local que gosto muito de estar são os locais históricos, onde podemos entender um pouco da história milenar da Palestina, como, por exemplo, antigos e milenares mosteiros, igrejas, mesquitas, casas e montanhas por onde vários profetas circularam. Uma das maravilhas que gosto muito de estar é o Monte Das Oliveiras (em Jerusalém), o Mar Morto (em Jericó – a cidade mais antiga do mundo) e na mesquita da cópula de Ouro (Jerusalém). Em Ramalla, freqüento muitos museus, como o do poeta palestino Mahmoud Darwish.

Gosto muito de viver aqui, mas infelizmente o medo é algo constante, já faz parte do nosso cotidiano. Mas procuramos levar uma vida normal, sem pensar muito nisso. Apesar disso, a vida aqui é belíssima! O espírito de alegria e a vontade de viver que os palestinos tem é impressionante!

O que mais quero é ver minha segunda pátria livre da ocupação, que tanto causa dor, ódio e, por vezes, desespero. Quero poder ver a liberdade reinar, os sonhos voltarem a se realizar e o respeito à vida de todo e qualquer ser humano ser restabelecido.

Não há ninguém que conhece o Brasil que possa esquecê-lo. A liberdade que se tem no Brasil não se tem em nenhum outro lugar do mundo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *